A Runa em Branco

runa branco
O Desconhecido O Deus Odin

Em branco é o fim, em branco é o começo. Esta é a Runa da confiança total, devendo ser interpretada como excitante evidência de seu contato imediato com o próprio e verdadeiro destino que, repetidamente, como a fênix, se eleva das cinzas do que denominamos fado.

A Runa em Branco pode prognosticar uma morte. Contudo, essa morte é geralmente simbólica, podendo relacionar-se a qualquer parte de sua vida, como a estiver vivendo agora. O último desafio para o Guerreiro Espiritual é a renúncia ao controle.

Aqui, o desconhecido diz a você que isto é um movimento em sua vida. Esta Runa sem glifos contém um potencial não diluído. Ao mesmo tempo prenhe e vazia, ela abrange a totalidade do ser, tudo que está para ser realizado. E se, de fato, existem “questões escondidas pelos deuses”, você precisará apenas recordar: o que acena é o poder criativo do desconhecido.

A retirada da Runa em Branco atrai seus mais fundos temores à superfície: fracassarei? Serei abandonado? Tudo será tirado? Ainda assim, seu bem maior, suas possibilidades mais reais e todos os seus férteis sonhos estão contidos dentro dessa brancura.

Espontaneidade e tolerância são o que esta Runa requer, pois como você poderá exercer controle sobre o que ainda não tem forma? Freqüentemente, a Runa em Branco fala de um ato de coragem não menor do que o salto no abismo com as mãos vazias. Retirá-la em um lançamento rúnico é um direto teste de Fé.

A Runa em Branco representa a senda do carma — a soma total de seus atos e das conseqüências dos mesmos. Concomitantemente, ela ensina que as próprias dívidas do carma antigo tomam outro rumo e evolvem, enquanto você também segue outro rumo e evolve. 

Nada é predestinado: os obstáculos do seu passado podem tornar-se os portais que o conduzirão a novos começos. Em qualquer ocasião que retirar a Runa em Branco, anime-se: saiba que o trabalho da automodificação está avançando em sua vida.

Significado das runas: 25 Pedra Runa em branco

A Runa em Branco

runa branco
O Desconhecido O Deus Odin

Em branco é o fim, em branco é o começo. Esta é a Runa da confiança total, devendo ser interpretada como excitante evidência de seu contato imediato com o próprio e verdadeiro destino que, repetidamente, como a fênix, se eleva das cinzas do que denominamos fado.

A Runa em Branco pode prognosticar uma morte. Contudo, essa morte é geralmente simbólica, podendo relacionar-se a qualquer parte de sua vida, como a estiver vivendo agora. O último desafio para o Guerreiro Espiritual é a renúncia ao controle.

Aqui, o desconhecido diz a você que isto é um movimento em sua vida. Esta Runa sem glifos contém um potencial não diluído. Ao mesmo tempo prenhe e vazia, ela abrange a totalidade do ser, tudo que está para ser realizado. E se, de fato, existem “questões escondidas pelos deuses”, você precisará apenas recordar: o que acena é o poder criativo do desconhecido.

A retirada da Runa em Branco atrai seus mais fundos temores à superfície: fracassarei? Serei abandonado? Tudo será tirado? Ainda assim, seu bem maior, suas possibilidades mais reais e todos os seus férteis sonhos estão contidos dentro dessa brancura.

Espontaneidade e tolerância são o que esta Runa requer, pois como você poderá exercer controle sobre o que ainda não tem forma? Freqüentemente, a Runa em Branco fala de um ato de coragem não menor do que o salto no abismo com as mãos vazias. Retirá-la em um lançamento rúnico é um direto teste de Fé.

A Runa em Branco representa a senda do carma — a soma total de seus atos e das conseqüências dos mesmos. Concomitantemente, ela ensina que as próprias dívidas do carma antigo tomam outro rumo e evolvem, enquanto você também segue outro rumo e evolve. 

Nada é predestinado: os obstáculos do seu passado podem tornar-se os portais que o conduzirão a novos começos. Em qualquer ocasião que retirar a Runa em Branco, anime-se: saiba que o trabalho da automodificação está avançando em sua vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário