Nauthiz

pedra nauthiz
Sujeição
Necessidade
Sofrimento

A necessidade de lutar com a severa Sujeição é a lição de Nauthiz. Os aspectos positivos desta Runa representam as limitações que diretamente causamos a nós mesmos; seu lado negativo atrai limitações daqueles à nossa volta. As duas coisas são de difícil manejo.

O papel de Nauthiz é identificar nossa “sombra” nosso lado escuro e reprimido, lugares onde o crescimento ficou estagnado, resultando em fraqueza que projetamos nos outros. Não encare este mundo pessoalmente é o que diz esta Runa: trabalhe com a sombra, examine o que, dentro de você, atrai o infortúnio para a sua vida. 

Quando, por fim, puder olhar para Nauthiz com um sorriso, poderá identificar os problemas, negações e atrasos da vida como seus professores, guias e aliados.
A necessidade da sujeição é inquestionável aqui. A retirada desta Runa indica que haverá impedimentos, motivos para reconsiderar seus planos cuidadosamente. Há trabalho para ser feito em seu eu. Portanto, empenhe-se nisto com boa vontade e mostre perseverança.

Este é um momento para saldar velhas contas, para restaurar, se não a harmonia, pelo menos o equilíbrio. Assim, emende, restaure, reforme — quando os pescadores não podem sair ao mar, reparam suas redes. Que as sujeições do momento lhe sirvam para retificar seu relacionamento com seu Eu. Tenha em mente que a retificação vem antes do progresso. E, novamente, considere a utilidade da adversidade.

Invertida: Como parte do Ciclo de Iniciação, Nauthiz é o grande professor, disfarçado como promotor do sofrimento e limitação. Dizem que, somente em meio à maior escuridão, podemos tornar-nos cônscios da Luz dentro de nós, a qual nos permite a identificação do verdadeiro poder criativo do eu.
Quando algo dentro de nós é repudiado, aquilo que é repudiado espalha devastação. Aqui, requer-se a limpeza, uma purificação: fazendo isso é que você fundamenta uma vontade e fortifica um caráter. Comece pelo que é mais difícil e prossiga para o que é mais fácil. 

Ou, inversamente, comece pelo mais fácil, daí seguindo para o mais difícil. De um ou outro modo, lembre-se de que “sofrer”, em seu significado original, significa meramente “suportar”. Assim, você é instado a suportar o lado escuro de sua passagem para chegar à Luz. Controlando sua raiva, sujeitando seus impulsos e mantendo firme a crença, estará seguindo o que aqui fica estabelecido. Em momentos assim, são essenciais a modéstia e um estado positivo de ânimo.

Significado das runas: 07 Pedra Nauthiz

Nauthiz

pedra nauthiz
Sujeição
Necessidade
Sofrimento

A necessidade de lutar com a severa Sujeição é a lição de Nauthiz. Os aspectos positivos desta Runa representam as limitações que diretamente causamos a nós mesmos; seu lado negativo atrai limitações daqueles à nossa volta. As duas coisas são de difícil manejo.

O papel de Nauthiz é identificar nossa “sombra” nosso lado escuro e reprimido, lugares onde o crescimento ficou estagnado, resultando em fraqueza que projetamos nos outros. Não encare este mundo pessoalmente é o que diz esta Runa: trabalhe com a sombra, examine o que, dentro de você, atrai o infortúnio para a sua vida. 

Quando, por fim, puder olhar para Nauthiz com um sorriso, poderá identificar os problemas, negações e atrasos da vida como seus professores, guias e aliados.
A necessidade da sujeição é inquestionável aqui. A retirada desta Runa indica que haverá impedimentos, motivos para reconsiderar seus planos cuidadosamente. Há trabalho para ser feito em seu eu. Portanto, empenhe-se nisto com boa vontade e mostre perseverança.

Este é um momento para saldar velhas contas, para restaurar, se não a harmonia, pelo menos o equilíbrio. Assim, emende, restaure, reforme — quando os pescadores não podem sair ao mar, reparam suas redes. Que as sujeições do momento lhe sirvam para retificar seu relacionamento com seu Eu. Tenha em mente que a retificação vem antes do progresso. E, novamente, considere a utilidade da adversidade.

Invertida: Como parte do Ciclo de Iniciação, Nauthiz é o grande professor, disfarçado como promotor do sofrimento e limitação. Dizem que, somente em meio à maior escuridão, podemos tornar-nos cônscios da Luz dentro de nós, a qual nos permite a identificação do verdadeiro poder criativo do eu.
Quando algo dentro de nós é repudiado, aquilo que é repudiado espalha devastação. Aqui, requer-se a limpeza, uma purificação: fazendo isso é que você fundamenta uma vontade e fortifica um caráter. Comece pelo que é mais difícil e prossiga para o que é mais fácil. 

Ou, inversamente, comece pelo mais fácil, daí seguindo para o mais difícil. De um ou outro modo, lembre-se de que “sofrer”, em seu significado original, significa meramente “suportar”. Assim, você é instado a suportar o lado escuro de sua passagem para chegar à Luz. Controlando sua raiva, sujeitando seus impulsos e mantendo firme a crença, estará seguindo o que aqui fica estabelecido. Em momentos assim, são essenciais a modéstia e um estado positivo de ânimo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário